quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

QUE BREAKFAST NADA!

BOM MESMO É O SIMPLES, MAS SABOROSO CAFÉ MINEIRO...


.

58 comentários:

  1. Breakfast, café, chama o que quiser é muito bom e pra mim, indispensável para acordar :-)

    Bjinhos
    Anne

    ResponderExcluir
  2. De manhã você demora pra ligar os fios, Anne? rss

    ResponderExcluir
  3. Rsss...

    Um dos "presentes" de Natal que recebi foi precisamente um pacotão de "Café do Ponto". É muito saboroso, de facto...

    Com que então a Anne já lascou o pão! Que guria gulosa! Também quero dar uma mordida, devagarinho!

    (...)

    Isto é que é um Chalé bom! Obaaa!

    ResponderExcluir
  4. Pão de queijo, Portuga!

    (tem isso aí no Porto?)

    ResponderExcluir
  5. Oba! Tenho tara por pão de queijo!

    \o/

    ℓυηα

    ResponderExcluir
  6. Mas isto não é tara, gauchinha. É bom gosto... rss

    ResponderExcluir
  7. Caro RM:


    Tão bom quanto um pão-de-queijo é uma broinha de fubá, não?, daquelas bem molhadinhas por dentro, que até lembrar outras coisas gostosas... (rs rs rs)

    Boa virada de ano, procê e pra todos.

    MR
    30/12 - 18:41

    ResponderExcluir
  8. Caro RM:


    Tão bom quanto um pão-de-queijo é uma broinha de fubá, não?, daquelas bem molhadinhas por dentro, que até lembrar outras coisas gostosas... (rs rs rs)

    Boa virada de ano, procê e pra todos.

    MR
    30/12 - 18:41

    ResponderExcluir
  9. Caro RM:


    Tão bom quanto um pão-de-queijo é uma broinha de fubá, não?, daquelas bem molhadinhas por dentro, que até lembrar outras coisas gostosas... (rs rs rs)

    Boa virada de ano, procê e pra todos.

    MR
    30/12 - 18:41

    ResponderExcluir
  10. Caro RM:


    Tão bom quanto um pão-de-queijo é uma broinha de fubá, não?, daquelas bem molhadinhas por dentro, que até lembrar outras coisas gostosas... (rs rs rs)

    Boa virada de ano, procê e pra todos.

    MR
    30/12 - 18:41

    ResponderExcluir
  11. Ei, que qu'é isso? Meu pecezinho pirou? Mandei um comment apenas e ele quadruplicou... Ou o problema é com o blogger? Sei lá!!! Bye

    ResponderExcluir
  12. Muito obrigado, caboclo. Retribuo.

    Deve ser porque você gosta tanto de pão de queijo (ou de broa, né?) que o comment multiplicou-se pelo número de vezes que você repetiria a guloseima... rss

    ResponderExcluir
  13. Rsss...

    Caboclo,

    Um destes dias ainda vamos ter de internar o decanão num lar de modelos fotográficos com os queijos jeitosos ou numa padaria com produtos lácteos...

    Ele já está a clicar muito no dedo... Rsss... A vida é o caraças!

    ResponderExcluir
  14. Aqui no sul come-se com o café da manhã um cacetinho bem crocante rsrsrsrsrsrsrs

    Anne (o anjo)

    ResponderExcluir
  15. Ulá lá lá... Como é que é, Anne??
    Um cacetinho sulino... Humm, até que não é uma má idéia !!! rs Com queijo cremoso no bichim mormin... Eu juro que faria parte do meu Testamento!! rsss Dôo tudinho !!! rss

    ResponderExcluir
  16. Ôpa, duas anjinhas no pedaço...

    ("pedaço" eu quis dizer... ah, deixa pra lá... rss)

    ResponderExcluir
  17. Helô
    Com manteiga derretida no pão quentinho...
    :P

    ResponderExcluir
  18. Olá, Mr. Almost, com a devida vênia do dono dos venenos:

    Não entendi a observação "a vida é o caraças", grande portuga! Aqui no Brasil caraça é uma cara (rosto) grande. E tem o Caraça, que é uma montanha em formato de rosto, onde existiu por 200 anos um seminário que é um dos marcos culturais de Minas Gerais. Vários presidentes da República brasileiros passaram por lá. É um local lindo e abençoado por Deus e pela natureza, que pretendo visitar na minha ida a BH em janeiro, para matar a saudade das montanhas de Minas.

    Embora tenha percebido na sua gozação a intenção de me elogiar pela habilidade em selecionar as minhas modelos a dedo, com todo o capricho,traduza pra mim o que você quis dizer.

    Quanto às gatosas Helô e Anne, desejo a elas muitos cacetinhos devidamente amanteigados ao longo de 2010 (rs rs rs).

    Abraços a todos.


    MR
    31/12 - 13:55

    ResponderExcluir
  19. MR, será que o Portuga quis dizer que na vida há que se meter a cara? rss

    (ou levar no cacetinho, sei lá... rss)

    ResponderExcluir
  20. Cê tá fazendo propaganda do café e vendendo o pão de queijo quentinho, rm?

    Qual é o seu produto, trem? rs

    ResponderExcluir
  21. Ô trem bão sô!
    Pena que isso faz aumentar os números... rsrsrs
    Bjks!

    ResponderExcluir
  22. Cora,
    desculpe o economês, mas tratando-se de bens complementares, as respectivas demandas são reciprocamente determinadas. Em outras palavras, qualquer dono de birosca (aqui nas montanhas) sabe que vai vender mais pão de queijo se o cafezinho for bom e vice-versa...

    Malu(quinha) querida,
    sutiã 48? Putz! rss

    ResponderExcluir
  23. Decanão:

    "É do caraças!" ou "caraças!" é um eufenismo e gíria portuguesa que significa "é do caralho" ou "caralho".

    Ao usar "a vida é o caraças" quis dizer que agora que você sabe tudo sobre as gurias e que já é perfeitamente capaz de dedilhar quatro vezes seguidas é que você deveria ingressar no seminário feminino da Santa Imaculada a fim de fazer lá a triagem da verdadeira vocação das noviças. E é "do caraças" você ter de ir para Buenos Aires.

    ResponderExcluir
  24. Ai, adoro o seu economês!

    ...mais que de pão de queijo... rs

    ResponderExcluir
  25. A minha felicidade

    Desde que me cansei de procurar,
    aprendi a encontrar;
    Desde que o vento começou a soprar-me na face,
    velejo com todos os ventos.
    Friedrich Nietzche


    Momentos bons pra nós todos juntos, separados porém conscientes
    de quem somos e pra que viemos; que cada um tenha nítido sua missão.


    Não nos esqueçamos de viver sempre entre sonhos e delírios

    ResponderExcluir
  26. Catiaho,
    prazer encontrá-la aqui "nas montanhas"...

    Agradeço muito, retribuo os votos e acho que você tem tal nitidez.

    ResponderExcluir
  27. mr. almost, prezado portuga:

    Obrigado pela aula de português chulo ou gíria de Portugal. Passarei a adotar o "é do caraça!", quando o caralho, o homônimo daquele cesto de vime que ficava no alto dos veleiros portugueses, não puder ser usado em ambientes distintos -- até porque me faz lembrar do nosso caraça, a montanha e o seminário, que eu curto muito.

    Quanto às freirinhas, não me atrevo a fazer a seleção a dedo. Sou um cara muito pudico!

    Abraços, meus caros.

    MR
    3/1 - 12:27

    ResponderExcluir
  28. Decanão,

    Os rebanhos necessitam de pastor e você teria o perfil ideal para os conduzir...

    É uma pena que não possa assumir o cargo... Que será daquelas ovelhinhas sem um bom guia, coitadinhas?

    ResponderExcluir
  29. Sei não... mas já não estará na hora do almoço, não?? rs

    Com todo respeito, "mim" está com uma fomita do "caraço" !! rss

    ResponderExcluir
  30. Ei Helô,
    você manda no chalezinho, gatona! Pode fazer o pedido (a la carte)...

    ResponderExcluir
  31. Hmmm...!!! Nada como começar um ano novim em folha com uma mineirice tão simples quanto boa: café com pão de queijo!

    (e vamos pular o ilusionista, pelamordedeus!)

    Obrigada por esta recepção a 2010 tão deliciosa. Além de bom papo, uma hospitalidade mineira como ninguém é capaz de reproduzir.

    Vambóra encarar 2010! (sem urnas! só com formulário prá justificar o meu nãovoto)

    ResponderExcluir
  32. Ei dona japinha,
    aguardo sua visita aqui nas montanhas, para que a senhora conheça o verdadeiro pão de queijo... rss

    E sou eu quem precisa agradecer a tão simpática companhia...

    ResponderExcluir
  33. RM,

    Ainda que se goste muito de pão de queijo com café há que se variar prá não enjoar...

    Que tal um torresminho à pururuca acompanhado com cachaça e limão (caipirinha)? ...bem light...hã?

    :D

    ResponderExcluir
  34. Claro, dona Corinha,
    aliás, a culinária mineira é variadésimna, sabia não? rss

    (um torresminho até que não vai mal. O problema é quando se come um LEITÃO inteiro... rss)

    ResponderExcluir
  35. Leitão? Comer? Problema? Quando? É?...

    Rá!

    Não tem problema nenhum! A qualquer hora é bom e faz muito bem à barriguinha das gurias.

    ResponderExcluir
  36. Guri,

    Não consigo twitar... Deve ser do fedor exagerado a rosa, que é enjoativo.

    Mas não faz mal, twito aqui:

    A exacta localização do Ponto G varia de guria para guria. Há gurias que tem o ponto G nos olhos, outras nos ouvidos, outras na conta bancária, outras nas amígdalas faringeas, outras na face antero-posterior do pescoço (abaixo do couro cabelo), e um pouco por todo o lado... Tem até umas que fazem uns estalidos nos pés e têm aí o ponto G.

    Em suma, o ponto G é migrante de guria para guria. E aí é que está a nossa (a dos guris) missão: encontrá-lo. A seguir tem o céu!

    ResponderExcluir
  37. Meu caro Portuga,
    entendo nada de leitão, caboclo. Eu heim? rss

    Eu gosto do doce perfume daquela rosa... rss

    Sim, todos estas localizações são por mim conhecidas (aliás, conheço algumas que os tem em mais de uma localização), exceto os olhos: como seria o estímulo, heim Portuga? rss

    ResponderExcluir
  38. Sem querer me meter e já me metendo no papo alheio... tou deixando um pequetito pitaco! rs

    O bom do "ponto G" é procurá-lo...
    Já achei até o "Z" e o tal do "G" passou batido! Pra dizer a verdade, adoooro aprender o "beabá"!!... rss

    ResponderExcluir
  39. Mineirim,

    No caso concreto da localização do ponto G nos olhos a estimulação pode ser feita de várias formas... Se você for o Johnny Deep não precisa de fazer nada - a estimulação é automática (pergunte à sua rosa, pergunte se não é verdade...); se você não for o Johnny Deep, uma nota de 5.000 dólares bem esticadinha à frente do nariz da moça também estimula muito bem o ponto G (isto é: a moça fica com o globo ocular mais gordo e sente-se excitada)... Há outras formas subtis, tão subtis que me dispenso a reproduzir aqui sob pena de você considerar a minha intervenção uma imoralidade.

    ResponderExcluir
  40. Helô, querida,
    você chegou até a letra "Z"? rss
    (e aí, tô esperando você fazer o seu pedido!)

    Portuga,
    nota de 5 mil dólares? rss
    Espero que a su(b)tileza não envolva lamber globos oculares... rss

    ResponderExcluir
  41. RM,

    Tu é caboclo mesmo! Ó homem, não é possível lamber pontos Guês! Rsss... Onde já se viu uma coisa dessas, hein?...

    E sim, emmbora tenham sido retiradas de circulação em 1969, as velhas notas de 5.000 dólares (e as novas falsas)são muito boas para estimular o ponto G.

    Um dia você me agradece a dica, tá? Rsss...

    ResponderExcluir
  42. Vou me comportar...

    Anne a anjinha :-)

    ResponderExcluir
  43. Peraí, Portuga:
    veja o que você escreveu anteriormente: "Há gurias que tem o ponto G nos olhos, outras nos ouvidos, outras na conta bancária, outras nas amígdalas faringeas, outras na face antero-posterior do pescoço (abaixo do couro cabelo), e um pouco por todo o lado... Tem até umas que fazem uns estalidos nos pés e têm aí o ponto G."
    Bem, qual o problema em lamber os ouvidos ou a "face antero-posterior do pescoço", por exemplo? Eu heim? rss

    Anne,
    vai se comportar bem ou mal? rss

    ResponderExcluir
  44. Mineirim,

    São coisas completamente diferentes. Se você lamber os ouvidos, lambe só os ouvidos, se você lamber a face antero-posterior do pescoço lambe a face antero-posterior do pescoço: não quer dizer que lamba o ponto G aí localizado.

    Vou fazer uma comparação a ver se você entende: se você pudesse lamber o ponto G, seria como trepar com a alma sem trepar com o corpo. O ponto G não é um orgão como o clitóris ou como o pénis, é um bom fantasminha do prazer feminino, uma finesse da sensibilidade ao nível da ideia, um arquitepo sem estrutura física.

    ResponderExcluir
  45. Aí que tu te enganas meu caro Mr. Almost... Não é abstrato... É concreto, se bem que a maioria nunca o achou!!!! Aqui não sei se é :-) ou :-(

    RM: não sei se vou me comportar bem ou mal mas...

    O ponto G é sim um ponto de "sensibilidade" e isso muda de uma pra outra. Mas, de fantasma não tem nada rsrsrsrsrs nem de fantasminha, but most definitely não é a nível da ideia... :-)

    Beijos
    Euzinha

    ResponderExcluir
  46. Portuga,
    se eu lamber os ouvidos ela é que me obrigará a lamber o resto... rss
    Não vou nem me ocupar de contradita-lo, já que a Anne acabou com a sua tese rastaquera e mequetrefe... rss

    Anne,
    gostei do seu comportamento... rss

    ResponderExcluir
  47. Eu escolher um prato?? Humm... sei não! Sei lá, afinal vc sempre teve um extremo bom gosto na escolha do cardápio... sempre apetitoso! But, que tal suncê bolar algum tema, podendo ser em forma de poesia, música, texto ou "sabe Deus mais sei lá o quê", que fale de sexo??? Afinal o tal do ponto G despertou a libido da moçada, pelo menos a minha e a da Anne, com certeza!! rs Que tal?? Bote a caraminhola pra funcionar e veja no que vai dar!! Sinto pelos meus fluidos que boa coisa virá... será ?!! rs
    Pelo menos será uma postagem atípica e original, bem "à la carte" mesmo!! rs

    Helô

    P.s. Craro que poderá fazer o que bem quiser com os seus hóspedes, evidentemente!! rs

    ResponderExcluir
  48. Refiro-me ao que quiser na escolha do cardápio, é claro!! rss

    ResponderExcluir
  49. Anne,

    O ponto G pode, em alguns casos, produzir sensações tão intensas que parece ter existência física. Mas não tem, não é um pedaço de carne, nem um nervo, nem uma glândula, é apenas uma pequena região ultra sensível. Em nenhum estudo sério de anatomia e em nenhum cadáver autopsiado e dissecado foi observada a sua existência; Patologias do ponto G ou lesões do ponto G também não existem; Não há cremes para o ponto G nem brinquedos para o ponto G porque o ponto G, existindo, é aquilo que eu disse: um ser que vive num outro mundo - o corpo da mulher.

    Há dias assisti a uma reportagem sobre a sexualidade após os sessenta anos, onde uma senhora referiu que tinha muitos orgasmos quando nadava na piscina e sem que pensasse em sexo. Penso ser o exemplo de alguém cujo ponto G se situa na pele e que reage com a simples satisfação do contacto com a água quente e com a sensação de liberdade que os meios aquáticos proporcionam...

    ResponderExcluir
  50. Helô,
    vou providenciar; acho que fica pronto em uma ou duas horas...
    (posso ou não fazer o que quiser? rss)

    Portuga,
    depois me apresenta a taradona da piscina?

    ResponderExcluir
  51. Claro, procure-a aí (se acha que vale a pena e tiver 30 minutos de ócio):

    http://www.youtube.com/watch?v=CDZ2RtsaDzo

    http://www.youtube.com/watch?v=W-vX4H8jQHg&feature=related

    http://www.youtube.com/watch?v=qgJk6Ts5_Qw&feature=related

    ResponderExcluir
  52. Está discussão precisa de um bom vinho, uma lareira e horas e horas a fio pra discutir... :-)

    ResponderExcluir
  53. Sim,

    verdade, Anne.

    E já agora precisamos de uma modelo que exponha o ponto G para o RM encarar.

    Vai encarar, ô mineirim? Ou vai amarelar de novo?

    ResponderExcluir
  54. Ué, Portuga, a Anne discordou de você! E agora você concorda com ela? Quem está amarelando, afinal?

    ResponderExcluir
  55. Mineirim,

    Eu concordei com:

    "Esta discussão precisa de um bom vinho, uma lareira e horas e horas a fio pra discutir... (Anne)

    E como você não bebe, já fica de fora... e amarelinho!

    ResponderExcluir
  56. Genial brief and this enter helped me alot in my college assignement. Gratefulness you as your information.

    ResponderExcluir
  57. Dear anonymous,
    sure that commented on the blog right?

    ResponderExcluir