quarta-feira, 21 de julho de 2010

FIM DE CASO EM RIBEIRÃO


O pedreiro Antonio Mondim, 47 anos, prestou depoimento na manhã desta quarta-feira na 3ª DP de Ribeirão Preto. Segundo a Polícia Civil, ele negou que tenha abandonado a noiva no altar e que tenha roubado os bens dela. Segundo ele, o compromisso tinha sido desfeito porque ela se negou a convidar os pais dele para a cerimônia.

No dia do casamento, 16 de julho, após voltar do salão de beleza, a noiva de Mondim, uma dona de casa de 49 anos, percebeu que ele havia saído de casa, levando roupas, a moto, o carro e as economias do casal, R$ 19 mil. Ela então procurou a delegacia e apresentou queixa por roubo.

Aos investigadores, o pedreiro afirmou que o relacionamento havia se deteriorado muito nos últimos dias, sobretudo porque a mulher é evangélica e ele frequenta bares e consome bebidas alcoólicas.


JBonline, 21/07/2010 (notícia completa aqui)




ATUALIZAÇÃO (23/07/10 às 9:10hs.)

Ainda não foram confirmadas as ligações entre os dois episódios em Ribeirão Preto, mas reparem no casal à esquerda: ao perceber que o carro desgovernado não causaria maiores problemas, o homem (Antônio? Espeto?) arrasta a mulher para que seja atropelada...


.




ATUALIZAÇÃO (27/07/10 às 19:25hs.)
E atenção, amigos: tudo não passou de um grande mal entendido! Espeto, digo, Antônio, apenas foi fazer uma pescaria no dia do casamento... Pescaria? rss

Após uma primeira tentativa de casamento frustrada pela suspeita de fuga do noivo, o casal Sueli Casarotti, de 49 anos, e Antônio Mondim, de 47, remarcaram o casamento para sábado, dia 30, na cidade de Ribeirão Preto (SP). A união estava marcada para o dia 17, mas houve um desentendimento do casal na véspera, e Mondim foi pescar, levando R$ 19 mil, o carro, a moto e seus pertences. A mulher chegou a registrar boletim de ocorrência, acusando-o de roubo. Agora, porém, ela afirma que tudo está esclarecido. "Ele até voltou antes do horário do casamento, mas eu não quis mais, não tinha condições de dialogar", disse Sueli.
Nesta manhã, os noivos foram ao cartório remarcar a nova data para o casório e depois passaram na Polícia Civil para arquivar o caso. Eles vivem juntos há quatro anos e, sorridente, ela descarta qualquer tipo de "troco" no marido, que brinca com a companheira sobre ela ser abandonada dessa vez. "Jamais faria isso, temos um relacionamento estável, somos honestos e direitos", garante Sueli. "Foi um desentendimento de casal, e ela estava nervosa", emenda Mondim.
Como garantia da realização da união, avisaram que a imprensa pode registrá-la. "Tive vontade de dar uma surra nele, mas agora será diferente", diz Sueli. 

(transcrição daqui)
.

21 comentários:

  1. Caceta!! Eu nem sabia deste causo... rs
    São tantos em pauta, que este passou incógnita!!
    O moço trocou a reza forte, pela pinga forte!! Pensando bem, ele não fez mal negócio, não!!... Afinal, ainda levou o dote da noiva!! rs
    Garanto que ela rezou 3 pais nossos e 3 ave marias e tudo seguiu como dantes no quartel de abrantes!! rs
    O sangue de Jesus tem poder!! Ou não?? rs

    Benção, irmão!!
    Helô sem dote! ( mas com decote, serve?? rs )

    ResponderExcluir
  2. Mais uma história para os anais do crime...

    ResponderExcluir
  3. Helô.
    agradeço o generoso comentário - e o generoso decote... rss

    Sylvio,
    aí já é sacanagem sua: anais? rss

    ResponderExcluir
  4. Humm... Esse António Mondim lá de Ribeirão Preto não será aquele namorado da assistente da Amèlie, mais conhecido por "O Espeto"?

    Caracas, ele espetou a grana e deixou a noiva espacada na igreja!

    Haja homem!

    ResponderExcluir
  5. Bem, Portuga;
    você é quem costuma ter as inside informations (mais informations que inside... rss).

    Mas como ele conseguiu levar a moto e o carro ao mesmo tempo? rss

    ResponderExcluir
  6. Bem pensado, meu caro Sherlock Roney.

    Tudo aponta para a existência de uma comparsa chileninha...

    Será que o Espeto levou a roupa no carro e a Amèlie os R$ 19 mil na moto?

    Ela sabe dirigir velocípedes de duas rodas, não?

    ResponderExcluir
  7. Brilhante dedução, meu caro Portugatson...

    Mas se ele levou a roupa no carro ela levou a moto sem roupa? rss

    ResponderExcluir
  8. Ora, ora, meu caro kaboclo,

    R§ 19 mil dá pra comprar uma roupinha bem pin-up, estilo motoqueira. Com lingerie e tudo.

    O problema é se a guria tem um furo, vai ser "phoda" trocar de roda. Rsss...

    ResponderExcluir
  9. Peraí Portuga,
    hoje tô meio febril, demorando um cadinho mais pra entender seus elaborados raciocínios:

    1) Sim; dá pra comprar. Mas até chegar à loja...

    2) "Furo na guria"?

    3) Por que "vai ser 'phoda' trocar de roda"?

    ResponderExcluir
  10. Se fosse só hoje... Rsss...

    Ó caboclo:

    1.)
    Para andar de moto não é preciso roupa, capisce?
    Aliás, dos fetiches mais comuns de qualquer moça bem educada, alguns são: montar nua um cavalo em pelo; nadar despida nas águas límpidas do mar, com uma mariscada pronta na areia da praia; e andar de moto, a alta velocidade, fazendo parar o trânsito enquanto ela vai à loja das ligas.

    2)
    Furo no pneu do veículo, man! Deixa de ser depravado, estás maluco?

    3)
    Trocar a roda do veículo além de sujar as mãos estraga o verniz caríssimo das unhas. Portanto, trocar a roda sem estragar o verniz vai ser "phoda".

    4)

    Vê se tomas umas vitaminas pró cérebro, tás a ficar muito lento, mineirim....

    (Quem te viu e quem te vê... Ao que um homem pode chegar, Justos céus!)

    ResponderExcluir
  11. Agradeço muito os esclarecimentos, Portuga. Mas acho que vou tomar um remédio pra baixar a febre...

    Peladona de moto? Ao que uma mulher pode chegar, Justos céus! (mas até que gostei da idéia... rs)

    ResponderExcluir
  12. Achei que essa palavrar iria causar 'frisson'..., mas, não encontrei outra.
    (Ao falar 'frison', não afinei a voz). :P

    ResponderExcluir
  13. Ribeirão Preto?

    Nunca ouvi falar!!!

    Rindo demais aqui, enquanto a coragem pra voltar a trabalhar não vem.

    Rssssssssss

    ResponderExcluir
  14. E Ribeirão Amarelo? rss

    (Deixa adivinhar: a coragem não apareceu! rss)

    ResponderExcluir
  15. Atualíssimo:

    - Entrar com o divórcio é "dois palitos"...ou "dois espetos"...rs

    ResponderExcluir
  16. Ué Cora, você vai se separar? rss

    ResponderExcluir
  17. Eeeeeeuuuu?

    Não! O Espeto! rs

    ResponderExcluir
  18. Ué, você não viu a última atualização? Foi tudo um mal entendido e eles vão se casar e, afinal, o amor é lindo! rss

    ResponderExcluir
  19. Ué...você que não entendeu?

    Daí a notícia atualíssima - eles não vão se casar? (porque o amor é lindo)...

    http://casseta.globo.com/videos/v/piada-urgente-divorcio/1303916/

    :D

    ResponderExcluir
  20. Caraca, Corinha! Será que eu ainda estou com febre? rss

    ResponderExcluir
  21. Rs...febre a mais, febre a menos...o delírio "vareia"...

    O seu desvario é contagioso?

    ResponderExcluir