sábado, 14 de março de 2009

MÚSICA E POESIA (2)

"INVENTO MAIS QUE A SOLIDÃO ME DÁ."



Mais um mineiro nascido no Rio de Janeiro, Ronaldo Bastos, 61, foi o autor de muitos dos versos que identificaram o Clube da Esquina e a chamada música mineira. Primeiro com Milton Nascimento - em parceria univitelina -, também escreveu para Beto Guedes, Flávio Venturini, Lô Borges, Toninho Horta, Nelson Angelo, Wagner Tiso...

Dono de versos precisos, métrica perfeita e certa melancolia, compôs centenas de letras e foi parceiro também de outros importantes nomes da mpb (destaque para as parcerias com Jobim, na trilha da minisérie O Tempo e O Vento) e até do rock nacional. Produtor musical e dirigente de órgão de direitos autorais, fez severas críticas à política cultural do governo Lula (vejam aqui biografia e lista de composições).


Alguns versos (pra cantar ou ler):

Olhos negros (com Johnny Alf)
Olhos negros
Negros são os breus se não são meus ao meu olhar

Um gosto de sol (com Milton Nascimento)
Alguém sorriu de passagem
Numa cidade estrangeira
Lembrou o riso que eu tinha
E esqueci entre os dentes
Como uma pêra se esquece
Sonhando numa fruteira

Sonho real (com Lô Borges)
A primeira vista
A paixão não tem defesa
Tem de ser um grande artista
Pra querer se segurar
Faz tremer a perna
Faz a bela virar fera
Quando alguém que a gente espera
Quer se chegar

Fé cega, faca amolada (com Milton Nascimento)
Agora não pergunto mais aonde vai a estrada
Agora não espero mais aquela madrugada
Vai ser, vai ser, vai ter que ser, vai ser faca amolada
O brilho cego de paixão e fé, faca amolada
Deixar a sua luz brilhar
e ser muito tranquilo
Deixar o seu amor crescer
e ser muito tranquilo
Brilhar, brilhar, acontecer.
brilhar faca amolada
Irmão, irmã, irmã, irmão
de fé, faca amolada
Plantar o trigo e refazer
o pão de cada dia
Beber o vinho e renascer
na luz de todo dia
A fé, a fé, paixão e fé
a fé, faca amolada
O chão, o chão, o sal da terra
o chão, faca amolada
Deixar a sua luz brilhar no pão de todo dia
Deixar o seu amor crescer na luz de cada dia
Vai ser, vai ser, vai ter que ser, vai ser muito tranquilo
O brilho cego de paixão e fé, faca amolada


Segue lista de músicas (restrita à base de dados utilizada): ainda da década de 60 e início dos 70; Nada será como antes, Cravo e canela (com Milton) e O trem azul (com Lô), aqui em interpretação de Elis. Das parcerias com Beto Guedes: O sal da terra, No céu com diamantes, Sol de primavera (aqui cantada por Flávio Venturini) e Amor de índio (aqui cantada por Djavan). Das parcerias com Venturini: Noites com sol e Todo o azul do mar. Fecham a seleção, Cigarra (com Milton, cantada por Simone) e Slow motion bossa nova (com Celso Fonseca).




De lambuja, vídeo com performance histórica de Cais (Nascimento-Bastos).




ATUALIZAÇÃO (15/03/09 às 20:30 hs.)

Cora, a leitora que todo blogueiro pediu a Deus, fez ótimo comentário (pra variar) a este post e recomendou link para o blog da cantora portuguesa Eugênia de Melo e Castro, com quem foi casado o poeta.

Sanciono a indicação: muito engraçado o vídeo e ficam esclarecidos certos versos do cancioneiro popular... (vejam aqui)

Thanks, mais uma vez, Cora!

48 comentários:

  1. Humnnn... que delícia RM!!

    Acho que no meu blog já dá pra sacar do que eu gosto. Mas Ronaldo Bastos também é muito bom... Já tinha ouvido falar nele, mas agora dá pra saber que é bom mesmo.

    Ah... gostei da parte das "severas críticas" [rs]

    Saudações

    ResponderExcluir
  2. Esse cais do Milton é uma perdição.

    ResponderExcluir
  3. Eu acordei com a música "Um certo alguém" (composição em parceria musical com Lulu Santos) no cabeção...e to até agora cantarolando...rs

    "Quando um certo alguém
    Desperta o sentimento
    É melhor não resistir
    E se entregar"

    Tem a beleza poetica de "Meu Ninho" (Ronaldo Bastos/Wagner Tiso):

    "No seu mundo eu fiz meu ninho
    mesmo quando eu vou sozinho
    estou junto com você
    cada curva no caminho
    cada rosa e cada espinho
    Dão saudade de você"

    E a bonita "Um lugar ao sol" (Ritchie e Ronaldo Bastos)

    Atravessei as tais cidades
    Andei por andar
    Dexei que o vento me levasse
    Para um outro lugar

    Um lugar ao sol
    Onde eu vou encontrar você
    E tem mais...
    O sol vai abrir as janelas a cada manhã...

    Se tudo além dos horizontes
    Dá sinal dos sinais
    O que me leva é a estrada
    E eu me deixo levar

    Fez de mim um rei
    Por amor a você
    Fundei um país
    Eu dei para andar pelo céu
    Na noite estrelada


    Ronaldo Bastos, o carioca mais mineiro do Clube da Esquina,um dos grandes nomes da MPB, defensor dos direitos autorais e fama de bicho grilo ou simplesmente o Rom Rom, da cantora portuguesa Eugenia Melo e Castro, com quem foi casado...rs:

    http://www.youtube.com/watch?v=zeLrGxYGme4

    Daqui:

    http://poportugal.blogs.sapo.pt/tag/ronaldo+bastos

    ResponderExcluir
  4. Rm,

    estas músicas me fazem viajar na minha adolescência, quando Minas Gerais e seus menestréis, nos clubes da esquina eram nossa utopia.
    Bom dia pro cê...

    ResponderExcluir
  5. Calila,
    você ainda não tinha nascido quando quase a totalidade dessas músicas foi composta. Claro, isto não é impedimento para admirá-las.
    Essa turma, sob a liderança do Bituca e forte influência dos Beatles, compôs dezenas de clássicos, que serão herdados pelas novas gerações, ao menos as que desenvolvam o bom gosto musical.

    Cora,
    isto não é um comentário, mas um post. E muito bem escrito. Reitero o convite para que você assine o que quiser por aqui ou no RM NO VERBO.

    Cris do Brasil,
    bem vinda.
    Tem toda razão: as melodias que o Bituca produziu nessa fase não tem similar, é uma coisa só dele. E a letra casa tão bem que parece não caber outra versão.

    Elianinha,
    Eu sei que a senhora é chegada no negão... rss

    ResponderExcluir
  6. Humnn... Interessante!!
    Eu não sabia!!
    Adoro boa música.

    Em falar nisto, estava até chateada hoje de manhã. Um vizinho colocou um som bem alto com um ritmo terrível [o arrocha, já ouviu falar?]

    Pois é... e eu escutando Chico bem baixinho...

    Fiquei estressada porque ele cobriu o meu som! [rs]

    ResponderExcluir
  7. tô besta, sô!

    ...posso ficar quietinha? só lendo e escutando?

    ResponderExcluir
  8. Calila,
    "arrocha"? Não, querida; mas posso imaginar... rss

    Udi,
    claro que pode (putz, perdi mais uma comentarista... rss).

    ResponderExcluir
  9. rm:

    minha conexão anda uma porcaria!!!

    tentei deixar comentário ontem por aqui e não consegui.

    ufa!!

    quase atrasada, né?

    mas olha, sei não... essas músicas acabam me remetendo a um passado de melancolia e tristeza, sem porém,
    perder o brilho e a certeza de que, sobrevivi.

    ??

    ui!!!

    ah, rm... eu te amo, sabia?

    rs

    .

    ResponderExcluir
  10. descobri a rádio RM

    uma alternativa e se ouvir boa música!!!

    deixo aqui e via tocando, tocando...

    rs

    ResponderExcluir
  11. no ar,

    a rádio RM!!!


    uma nova maneira de se ouvir música!

    .

    ResponderExcluir
  12. Dona Camisinha,
    lisonjeado fico. Muito grato!

    ResponderExcluir
  13. Ééééérre! e eu nem tinha visto essa chamada pro RM no Verbo!

    ...vai lá dar uma olhada na chamada que eu fiz no Prozac.

    ResponderExcluir
  14. ...eu diria: "a nipônica mais paraguaia que habita são paulo" (...risos!)

    ResponderExcluir
  15. Então... é claro que cê não perdeu uma comentarista, beibi! Pode, no mínimo, ter arranjado mais complicação prá sua vida (...huáhuáhuá!) ... e não diga que não avisei, isso tá dito desde lá do meu comentário da postagem do Paulinho Nogueira.

    Começando pela primeira canção: totalmente cultivando o impermanente e, totalmente me pegando no ar... (...affffe!)

    (parada estratégica prá recuperar o fôlego)

    ResponderExcluir
  16. vixi! juro que ainda não havia notado o destaque pro link da Cora quando falei nessa "complicação" aí acima!
    Vou parar de comentar track by track ou vou me complicar ainda mais... risos!...

    ResponderExcluir
  17. Udi,
    "complicações" com mulheres inteligentes, cultas e atraentes, como as duas citadas, são muito bem vindas.

    Thanks, mais uma vez e boa noite a todos!

    ResponderExcluir
  18. Respostinha sem graça, de quem tá com sono!

    boa noite, sol!

    ResponderExcluir
  19. by the way, "sacana" talvez encaixe! (dá prá ver/ler minha cara de "sacaneada"?)

    não dá prá falar com uma pessoa que não está "disponível" ...at least, visivelmente disponível.

    ResponderExcluir
  20. ...você é o meu mais profundo exercício de desapego inscrito no meu karma!
    :(

    ResponderExcluir
  21. Como diria o mineirim: "carma, Udi"!

    rss

    ResponderExcluir
  22. rm
    Grande postagem! Realmente, O Ronaldo Bastos é muito talentoso. Sou apaixonada, principalmente, por O sal da terra, Amor de índio e Sol de primavera, numa época em que o Beto Guedes andou explodindo aqui no Rio. Lembro que eu era menina, romântica, e adorava aquelas canções tristes mas belas... E adoro outras coisas de Minas: pão de queijo, Maria Fumaça, Tiradentes, Ibitipoca, os móveis (tenho alguns), artesanato... só não namorei nenhum mineiro...hehehe

    Um beijo

    ResponderExcluir
  23. rm, dá licença.

    udi, retifique-se...
    vc não é produto importado do paraguai!!

    bjus, de boa noite!

    tt

    .

    ResponderExcluir
  24. Ei Denise,
    ah, uma hora eu teria que acertar seu gosto, né? rss
    Que revela-se bom gosto, ao apreciar alguns produtos típicos, cidades ou referências culturais das montanhas. Agora, então, falta só experimentar um mineiro... rss
    Agradeço a simpatia, querida!

    Camisinha,
    tem toda! Fique à vontade...

    ResponderExcluir
  25. Camisinha:
    e você não tem cara de camisinha! (...risos!)
    beijo-tê

    ResponderExcluir
  26. RM, a Eugênia colocou há um tempo no blog dela um link da versão em inglês da música Olhos nos Olhos, lembra?

    bjs

    ResponderExcluir
  27. Ah, RMzinho, como é bom a gente passar por aqui e dar uma 'aculturada' nos ares. ;)

    Bjoca,

    e, ainda gosto de dançar, bom dia. Como vai você?

    ResponderExcluir
  28. Patty,
    eu me lembro sim. Uma versão feita por um seu amigo, com o qual sai na porrada, né? rss
    Bem, nada a ver uma coisa com a outra: a versão é muito boa e a cantora idem. Se a senhora puder, ponha aqui o link para a turma conhecer...

    Rachel,
    agradeço o simpático comentário, querida.
    A letra de "Um girassol da cor do seu cabelo" é, se não me engano, do Márcio Borges (irmão do autor da música), mas poderia ter sido também do Ronaldo Bastos, do Fernando Brant...

    ResponderExcluir
  29. dá um certo trabalho, mas parece divertido.
    Até agora você foi o único que interagiu (..risos!) se isso significa dar certo...

    ResponderExcluir
  30. Calma Bete! rss

    Tudo que é divertido dá um certo trabalho (pra gente ou pros outros).

    ResponderExcluir
  31. RM, gostei demais da conta dessa coletânea.

    ResponderExcluir
  32. Ei seu RM! E não era essa a frase que eu estava esperando que alguém "pronunciasse"?!

    Tão óbvio que ninguém percebe! Tão fácil, nénão?

    Acho que desenCantei.
    ;)

    ResponderExcluir
  33. "demais da conta" é um termo delicioso de se ouvir (ler?)!
    impossível incorporar ao vocabulário paulistano (ôrra meo!).

    ResponderExcluir
  34. AP,
    agradeço a simpatia de sempre, querida.

    Udi,
    desencantou? E isso é bom? Bom desencanto, então!
    É sim, deliciosa, mas ouvir é ainda melhor: há um cantar na voz das mineiras, difícil de ser reproduzido...

    ResponderExcluir
  35. ...continuando (torcendo para que - thanks god! - ninguém mais volte a este post):

    ...não conhecia esta 2ª canção, "No céu com diamantes". Silêncio... pode ser?

    "Cravo e canela" tem o eterno e onipresente "sol da manhã"... da tarde e da noite (nós, orientais, temos mesmo fixação no sol) ...melhor me resignar ao poder do Sol!

    "O sal da terra": não há muito que dizer, só sentir. "um mais um é sempre mais que dois... deixa nascer... deixa fluir... deixa nascer...".

    "Noites com sol": também não conhecia... santa ignorância, Batman! Quantas noites na escuridão da ignorância! ...mas valeram para ter (mais uma) noite iluminada.

    "Todo azul do mar": é... "foi assim"/ "mera distração" :(

    "O trem azul": ..."você na cabeça"

    "Slow motion bossa nova": já tinha ouvido, mas não com estes ouvidos. afffe! que delícia!
    :)


    "A cigarra" foi uma enorme surpresa! Não fazia a menor idéia que pudesse ser de um mineiro do Clube da Esquina... ainda que fosse de um carioca!

    "Sol de primavera" sempre! sei de cor... só me resta aprender.

    "Amor de índio"... é esse! desde o primeiro: "...alimenta de horizontes o tempo acordado de viver"

    Diferente do inprint causado na maioria, não me remeti ao passado... pelo contrário, tudo soou completamente novíssimo! verdade, verdadeira... nada como poder ser renovada!

    Thanks much!
    :)

    ResponderExcluir
  36. Udi,
    eu que agradeço.

    Um comentário desse faz valer a pena manter um bloguinho, o que também dá algum trabalho...

    ResponderExcluir
  37. ...difícil de ser reproduzido procê, moço!
    ...que eu, com meu timbre feminino, posso inté me arriscar... só não consigo fazer soar no meio de um conversê, assim natural, saindo direto do coração... feito Guimarães, feito Lélia e Lina (já leu 'No Urubuquaquá, no Pinhém!'?)

    ResponderExcluir
  38. ei Érrezinho, faltou Cais: reproduzindo (em parte) a Cris do Brasil: ESTE cais é uma perdição!

    ResponderExcluir
  39. Sobre Cais, Udi;
    quero crer que é uma música "irmã" de Um Gosto de Sol. O que as une, além de terem sido feitas mais ou menos na mesma época é aquele tema do Bituca ao piano, lindíssimo e original.

    Conheço algumas histórias a respeito dessas músicas, mas acho que merece um post...

    ResponderExcluir
  40. Êba! não li (o post) e já gostei!

    ...e esse layout novo pros comentários? só prás pessoas mostrarem a cara? (...risos!)

    o outro é bem mais chique, elgante e... diria até gostoso, mesmo.
    ;)

    ResponderExcluir
  41. Ah, Udi,
    foi reclamação de usuário... rss

    ResponderExcluir
  42. você tem usuários? (ai... não precisa responder, please!)

    ResponderExcluir
  43. esses "rss" são uma delícia!
    :)))

    ResponderExcluir