quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

THE NEXT STEP (1)

A REPÚBLICA BOLIVARIANA DO BRASIL




Para os simpáticos leitores portugueses desse chalezinho: MERCOSUL é o nome dado ao bloco econômico sul-americano, integrado pelo Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai. Foi fundado em 1986, pelos dois primeiros países, recém saídos de longo período autoritário. Pode-se afirmar, inclusive, que a garantia (mútua) de instituições democráticas nos dois países era um de seus principais objetivos.

Ao longo desses vinte e poucos anos o bloco alternou bons e maus momentos, de acordo com a conjuntura econômica internacional, e não consolidou instrumentos mínimos de integração econômica. A cada crise interna de um de seus membros (ou ainda as repetidas crises externas) cogitou-se da dissolução do bloco. A disparidade econômica entre os países-membros é outro fator que pesa no equilíbrio instável dos protocolos e acordos. Mas do ponto de vista político é forçoso reconhecer que o bloco é um sucesso: nos 4 países, de longo e comum histórico de golpes e quarteladas, prevaleceram as instituições democráticas.


O resto da América do Sul e a América Central e o Caribe

De modo geral - sobretudo depois da derrocada do mundo socialista - pode-se dizer que processos similares de redemocratização ocorreram no restante da América Latina, exceto em Cuba. E também que as crises econômicas (principalmente as decorrentes do endividamento externo) atuaram como complicadores. Mas também mantiveram-se, guardadas as diferenças históricas e culturais, os instrumentos mínimos do "estado de direito": garantias individuais, eleições livres, liberdade de imprensa, etc.

A presente década viu nascer fenômeno inteiramente novo: a chegada das esquerdas tradicionais (de viés socialista) ao poder político, pela via da legalidade. Estes são os casos do Brasil, Chile, Argentina, Uruguai, Paraguai, Bolívia e vários países centro-americanos. Na Venezuela o caminho foi o golpe de estado. Mas exceto no Brasil e no Chile as novas forças políticas tem projetos claramente autoritários. Em geral começam por mudanças legais (no âmbito constitucional) que facilitam a perpetuação dos governos (através de sucessivas reeleições) no poder mas, via de regra, acabam desembocando no fortalecimento do Estado (e, dentro dele, do Poder Executivo) e no atentado aos direitos e garantias individuais. Populismo de esquerda parece definir bem a ideologia e Chavéz é o modelo mais bem acabado.


O MERCOSUL e a Venezuela

Ontem o Senado brasileiro votou pela admissão da Venezuela no bloco econômico. O processo se alongou por vários meses e provocou constrangimentos diplomáticos de parte a parte. Não houve negociação política e a bancada de apoio ao governo tratorou a oposição, vencendo por 35 a 27 votos.

Os principais argumentos utilizados pelos que defenderam a Venezuela foram de caráter econômico, dada a progressiva importância desse país no superávit externo brasileiro. Às críticas de que se fortalecia, com a admissão, um governo autoritário; respondeu-se com a tese de que abandonar o país vizinho em nada contribuiria para mudar esse quadro.

Minha opinião: do ponto de vista econômico a Venezuela, mas não só ela - também o Uruguai, o Paraguai e mesmo a Argentina; tem pouca contribuição a dar ao Brasil. A economia brasileira é, de longe, maior, mais sofisticada e mais dinâmica que todas as outras juntas. Nesse caso o Brasil é o "primo rico" e, como tal, quem deveria contribuir para o crescimento dos demais. Do ponto de vista político o resultado parece ser bem mais grave: Chavéz ganha legitimidade e um palanque e não haveria como contestar países-membros que se arvorassem a trilhar caminhos análogos aos da Venezuela.

Em outras palavras: aparentemente foi dado o golpe de misericórdia no MERCOSUL, já que é elementarmente impossível integrar economias (e países muito menos) fundadas na interferência arbitrária dos governos, sem a menor segurança jurídica, além da ausência de mecanismos de política econômica necessariamente comuns.


Ora, mas por quais razões o atual governo brasileiro apoiou a Venezuela, se pouco ou nada tem a ganhar? Não consigo encontrar outra resposta que não a de que compartilha com aquela muito de sua visão de mundo, de Estado e de organização da sociedade: Lula é um populista de esquerda como Chavéz, o Brasil que, felizmente, é diferente da Venezuela...

(Na continuação explicarei que a entrada da Venezuela no MERCOSUL, a conferência de comunicação ora em realização no Brasil e a ressucitamento da tese da "constituinte exclusiva" são faces de um mesmo processo de "venezuelização" do Brasil...)
.

31 comentários:

  1. ontem não fui assim tão tarde, por isso só hoje (ainda não)li o mercosul, mas agradeço desde já a consideração aos "simpáticos leitores portugas", rsss. Quando ler me pronuncio sobre essa porra. bom dia.

    Anne: que foi??? Abalo por aí também? rss

    ResponderExcluir
  2. "a garantia (mútua) de instituições democráticas nos dois países era um de seus principais objetivos." li assim sobre o rápido e... destaquei a f(ar)rase acima pois a expressão "instituição democrática" me deixa com pulgas por todo o lado!... rss.

    ************************************

    ops.
    tinha escrito um texto enoooooooooorme comentando sobre politica VERSUS economia mas bateu a vergonha... não sou entendida, especialista, e temo que meus argumentos pequem por falta de informação. Aliás, essa falta sim, embora me pareçam legítimas as IDEIAS em si.

    ÇÇÇÇÇÇÇÇÇÇÇÇÇÇÇÇÇ

    porra de "conversa".

    ah, hj #sobe" ao parlamento o "casamento entre homossexuais" - viu que democráticos nós somos?? rsssssssssssss

    nada contra, pelo contrário, mas EITA ASSUNTO URGEEEEEEEEEEEEEEEENTE gente! é.



    de resto, houve cismo a animar a madrugada! pensei que estava alucinando finalmente quando a cama tremia (pode parar com os pensamentos, tá????!!!!!) mas afinal houve mesmo abanão! rss

    its the end of the world as we know it.... lalalalalalala... and I feel fine!!!


    ÇÇÇÇÇÇÇÇÇÇÇÇÇÇÇÇÇÇÇ


    fui.

    ResponderExcluir
  3. Ei Anne,
    como vão os papéis da sua cidadania inglesa? Porque pelo visto não adiantará você fugir para o Uruguai... rss

    Peixe,
    espero que esteja tudo bem com você e os seus...
    Desculpe o uso do jargão, mas a falta de "instituições democráticas" é que me dá coceira...
    Sua opinião é sempre bem vinda; não se acanhe.
    Quanto ao casamento gay sempre achei que isto fosse coisa de boiola... rss

    ResponderExcluir
  4. Esta foto deveria ser proibida por atentado ao bom gosto, estética e ética. Pornografia pura! (o item 4 é o que mais se adequa)

    pornografia (no Aulete)
    (por.no.gra.fi.a)

    sf.

    1. Estudo acerca da prostituição.

    2. Texto, foto, desenho, filme etc. que, com o objetivo único da excitação ou satisfação sexual das pessoas, apresenta ou descreve pessoas nuas ou copulando: A indústria da pornografia cresceu nos últimos anos.

    3. Característica ou condição do que, com o propósito exclusivo de excitação, apresenta o sexo de maneira obscena, chula: A pornografia não me agrada.

    4. Característica do que fere o pudor por ser imoral, indecente, libertino, licencioso, obsceno.

    [F.: Do fr. pornographie. Ideia de: porno -.]

    ResponderExcluir
  5. Parceirim,
    Magnífica aula. Trabalho de mestre messss!

    ResponderExcluir
  6. "boiola" é o quê?! casamento é casamento (seja lá o que isso for e/ou não sexual). eu heim! rsss

    ResponderExcluir
  7. rm dear

    Tenho até passaporte britânico... Posso fugir pra muitos lugaresrsrsrsr

    Beijos
    Anne

    ResponderExcluir
  8. Udi,
    obrigado, querida. Escrevi esse treco ontem à noite, sem maiores rigores; mas prometo dar uma reforçada nos argumentos.
    Quanto à foto minha dúvida é se eles estavam dançando um tango ou um bolero... rss

    Peixe,
    boiola é aquilo mesmo que você pensou... Não sou preconceituoso, mas quando todo mundo quer se ver livre de casamentos (e das obrigações, inclusive legais, que eles acarretam) essa gente quer se casar! Eu heim? rss

    Anne,
    tem lugar pra mais um? rss

    ResponderExcluir
  9. "essa gente" expressa tudo menos preconceito! ahahah.

    ResponderExcluir
  10. rm
    Só te botar como dependende rsrsrsrs

    ResponderExcluir
  11. Peixe,
    pára de reclamar, menina! rss

    Anne,
    com muito prazer... rss

    ResponderExcluir
  12. Rsss...

    Gente boa,

    vocês precisam de colocar os "pontos nos iis" da conversa, porque está muito dispersa:

    Ou se fala do casamento dos países sul americanos (a Mercosul) ou se fala no casamento dos boiolas.

    A menos que não haja diferenças, não é?

    RM,

    Os "casamentos" devem ser desinteressados, não interessa se um noivo tem muito ou pouco a ganhar do outro, mas num caso ou no outro dos exemplos citados, todos devem ter o traseiro bem lavadinho: ainda que não se saiba de antemão quem, é certo que alguém vai tomar no... putz! Não posso cu-ncluir o meu raciocínio!

    ResponderExcluir
  13. Ué, Portuga;
    o Chavéz é mesmo bem suspeito, mas o Lula? Você acha? rss


    Desinteressados ou não, casamentos (ou divórcios) implicam num sem-número de obrigações legais (e nem todas são "legais"... rss).
    Quanto a tomar no... Ué, você já foi casado? rss

    ResponderExcluir
  14. Claro que não fui, RM. Nunca fiz desses negócios ruinosos. Sou invicto.

    Yes... I n v i c t o!

    Em relação aos suspeitos, e mesmo me alheando do sentido pejorativo do termo, não coloco a minha mão no fogo por ninguém e muito menos pelo Lula.

    (Aliás, até acho natural que um cara que tenha casado com uma jarreta tão Rocco Casa como ele casou, acabe por... degenerar., digamos assim)

    ResponderExcluir
  15. Pelo visto o assunto começou na Venezuela e já chegou ao cú... rs
    ( com todo respeito aos menores de idade que "porraqui" possam passar!! rs )

    Mas, deixando este meu infame comentário de lado, vc arrasou como sempre nas suas considerações e "expelicações" !! Sei não, mas aonde quer que coloquem e legitimem esse tal de Chavéz, sairá "mierda na certa"!! Sujeitinho nada confiável e louco de pedra !! Acho que o pijaminha que ele dorme é uma réplica do uniforme nazista... será?? rs Não duvido niente!
    Agora, esta foto que vc arrumou, tá demais...... Aonde foi o flagra desse colóquio amoroso ?? rs
    Besos sem pijaminha e só de chinelinho de urso panda!! rss

    ResponderExcluir
  16. Portuga,
    quer dizer que você só entende do assunto em teoria? rss

    Helô,
    com todo o respeito a los hermanos, mas aquilo é mesmo o cu do mundo! rss
    E quem arrasa aqui é usted, com seus comentários simpáticos e bem humorados...

    ResponderExcluir
  17. Em teoria e musicalmente...

    ..."ponho mesmo pra derreter!"

    http://www.youtube.com/watch?v=KWUTJK_RAfM&feature=related

    ResponderExcluir
  18. É nada, Portuga. Elas fazem gato e sapato de você... rss

    ResponderExcluir
  19. Aliás, mais sapato do que gato... rss

    ResponderExcluir
  20. Exacto, RM.

    Há que fazer as gurias felizes. Já que você não faz...

    Eu faço!

    ResponderExcluir
  21. Portuga,
    naturalmente. Afinal, sendo casado não ficaria muito bem, né? rss

    ResponderExcluir
  22. Well,

    Não tenho culpa disso. Rsss...

    ResponderExcluir
  23. Mineirim,

    O Chalé encontra-se avaliado em 4.660 dólares...

    Vende por 4.500?...

    Rsss...

    http://bizinformation.org/us/www.erreeme.blogspot.com

    ResponderExcluir
  24. Rá...

    Vou ver quanto vale a hospedaria...

    ResponderExcluir
  25. Ué, um chalé na montanha, vale mais do que uma hospedaria em Ribeirão Preto?

    http://bizinformation.org/us/www.by-lostintranslation.blogspot.com

    Péra. Vou ver o valor do Planalto do Decanão.

    Um bom investidor tem de comparar preços, né?...

    ResponderExcluir
  26. Mais de 11 mil dólares! Aquelas gatas do dia dão lucro à casa, olha o que te digo!

    http://bizinformation.org/us/www.planogeral-marcosrocha.blogspot.com

    ResponderExcluir
  27. Pó deixar que eu compro a hospedaria... rss

    Tem certeza de que vai levar o PG do MR? rss

    ResponderExcluir
  28. Comovente foto...

    Feliz Natal e um melhoooor 2010.

    Abração,
    António

    ResponderExcluir
  29. Também acho: a união da feiúra com a cretinice... rss

    Agradeço muito e retribuo!

    ResponderExcluir