terça-feira, 7 de abril de 2009

FELIZ SEMANA PASSADA

Como diria o filósofo contemporâneo, Hélio Garcia (ex-prefeito de BH e ex-governador de Minas), se no Brasil o ano só começa depois do carnaval, em Minas só depois da Semana Santa...

E como ninguém trabalha mesmo nessa semana, vou requentar umas notícias da anterior (mas sem links nem muito rigor; afinal ninguém é de ferro e eu tô querendo é ficar a toa):


Na economia

Má notícia: conforme previsto por esse chalezinho; o inexorável, nem a velhinha de Taubaté duvida mais - estamos em recessão técnica. É o que deduz todo conhecedor de álgebra elementar ao analisar os números da produção industrial de fevereiro. Claro, sempre pode piorar...
Querem ver? Os resultados parciais das contas externas sugerem barbas de molho. Aparentemente a recessão cuidará de resolver o déficit em Transações Correntes e não teremos dificuldades potenciais de fechamento do Balanço de Pagamentos. Em outras palavras, se ficar o bicho pega, se correr...

Má notícia II: também conforme previsto por esse chalezinho, o impacto da recessão nas contas públicas em fevereiro, adiciona elemento complicador na gestão da crise. Ainda mais agravada pela política errática de concessões fiscais a setores privilegiados. Bebuns e fumacês reclamam...

Boa notícia: resultados provisórios de sondagem do IBGE indicam certa recuperação em diversos ramos industriais. Em alguns casos relacionam-se com as chamadas medidas anti cíclicas, noutros variáveis externas, como alguma recuperação dos mercados internacionais de commodities. Melhor que nada.

Boa notícia II: o presidente da República esteve, ontem, em Montes Claros (MG), inaugurando um treco qualquer. A boa notícia? Ora, Salinas fica a apenas 200 km de Montes Claros...



Na política

Deplorável esta história da última operação carnavalesca da Polícia Federal, associando parlamentares e partidos políticos a eventuais esquemas de financiamento ilegal de eleições. Fosse um país sério (ou fosse sério o presidente da República) já estariam na rua o diretor do órgão e seu chefe, o ministro da Justiça.

E o ministro sem cultura da Cultura quer porque quer acabar com a Lei Rouanet. Rodou a baiana, bateu o pé e até fez beicinho...



ATUALIZAÇÃO (09/04/09 às 11:30 hs.)

Efeitos da crise no ânimo dos empresários brasileiros
Hoje cedo, ao sair de casa para levar o pirralho no treino de futebol, fui abordado por um catador de papel, que me questionou sobre a "propriedade" do entulho à frente do prédio onde moro.

Não soube informar-lhe, mas o simpático e falante interlocutor nos acompanhou até a esquina mais próxima, onde havia deixado estacionado seu instrumento de trabalho, um carrinho de mão. Percurso durante o qual, além de me filar um cigarro, contou-nos sua visão sobre a crise financeira internacional.

Segundo o sujeito, "não tá valendo a pena". O quilo da latinha para fins recicláveis passou, segundo o nosso especialista, de R$ 1,50 para apenas R$ 0,50 nos últimos meses. Para auferir 5 reais brutos por dia de trabalho ele precisa obter, recolher e transportar 10 quilos de latinhas, o que lhe proporcionaria uma renda bruta mensal de R$ 150, caso ele trabalhasse os 30 dias do mês, ou o equivalente a aproximadamente duas bolsas-família.

No entanto, nosso empresário precisa descontar seus custos diretos de, no mínimo, R$ 3,50 por dia, o custo de uma passagem de ônibus do local onde mora até o local de trabalho (suponho que ele retorne a pé para casa). O que lhe proporcionaria uma renda mensal líquida de apenas R$ 45, ou o equivalente a menos de uma bolsa-família, sem o esforço proporcional.

Fico a imaginar se a redução do spread bancário, tal qual preconizado pelo presidente da República será, enfim, capaz de reavivar o esmorecido ânimo (animal spirit) do empresariado nacional...
.

30 comentários:

  1. RM!!! Eu fico com a semana santa e o melhor que nada!

    Recado para seu Juca: Oh, seu Juca, é tudo muito lindo! Mas eu ando tão descrente quanto aos “competentes” do meu Estado! Tem certeza que para o meu disco de samba sair (com direito a arranjos do RM!) eu terei de confiar na generosidade remendada deste Estado? aiaiaiaiaiaia Vou almoçar, enquanto ainda não tem vale comida neste gab... (ops! risos)

    Feliz páscoa, moço! Ainda bem que a nossa esperança é renovada todo o ano! Com direito à feriado prolongado e tudo mais! (risos)

    ResponderExcluir
  2. Eu prefiro ser comida então vou correr... :P rsrsrsrsrs

    Sorry! Não resisti... :-)

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Ops, o que a Anne quis dizer com isso??? rs

    Quer dizer que nesses dias você está livre, levinho e soltinho??? hummm bom saber!! rs

    Tô te esperando lá em casa pra um contundente pitaco!!! Me ajuda!!!! rs

    bjs gatíssimo

    ResponderExcluir
  4. Capitu,
    prova de que poeta não precisa ser alheio (aliás, pode tudo menos alhear-se).
    É isso mesmo: a bichona do ministro quer ser disputada pelos proponentes de projetos culturais... rss
    Bom feriado pra você também, querida!

    Anne,
    mas não corra muito depressa... rss

    Maroca,
    a Anne? Ora, é uma atleta em potencial...
    Vou, mas não espalha não... rss

    ResponderExcluir
  5. :(
    perdi meu comentário imenso... tremenda análise economico conjuntural... risos!

    de novo, vai:
    ...acho que era assim:
    Ei Érre: não é o contrário? "se correr o bicho pega... se ficar..." prefiro ficar, mais fácil, nénão?

    ResponderExcluir
  6. Rss

    Era, Udi.
    Antes da era Lula, né? rss


    (não vou consertar porque estragaria o comentário da Anne... Thanks, menina observadora!)

    ResponderExcluir
  7. comentando aos pedacinhos... prá não correr o risco de perder tudo de novo...

    então a única notícia boa tá num economês de dar gosto que a gente não pode nem se animar e sair falando: "puxa, apesar da crise toda, as medidas anti ciclicas devem variar externamente e portanto nada me commodities..." ai! bem ruinzinha, né? (final desta parte)

    ResponderExcluir
  8. thanks pelo menina... vou até parar com a sequência de comentários... volto quando os pés encontrarem o chão.
    ;)

    ResponderExcluir
  9. Ok, respondo à primeira parte do seu comentário:

    Apesar da fortíssima redução da produção industrial em fevereiro, relativa ao mesmo mês do ano passado, os dados mostram que houve modesta recuperação em relação a janeiro. Os únicos fatos novos no período foram a redução da tributação do IPI no setor automobilístico e alguma recuperação das importações chinesas; assim...

    Mas acho que o fato de o presidente ter estado bem próximo à melhor cachaça do Brasil (de Salinas), pode ter efeitos benéficos. Imagino que se ele renovou seu estoque, provavelmente falará menos bobagem... As de ontem foram de lascar: falou que a crise pegou o Brasil 6 meses antes do mundo (sic, ou melhor, hic) mas o país vai dela sair primeiro. Isto depois de afirmar que a crise era dos países ricos, que era só uma marolinha, etc. A outra foi de que os prefeitos devem apertar os cintos; mas meses atrás pedia exatamente o contrário e ainda chamava de anti patriota quem se dispusesse as fazer cortes orçamentários...

    Em outras palavras, os sintomas da chamada crise de abstinência devem ser minorados com a cachacinha de Salinas... rss

    ResponderExcluir
  10. ...huáhuáhuá!!!
    Errezinho, beibi (...mais risos!) espero poder ter este refúgio econômico-humorístico (ou seria o contrário?) até a crise passar... porque, nego... só rindo mesmo!
    Acredito em tudinho conforme você relata e a única conclusão é que esse nosso presidente é completamente surreal ou (para nossa tristeza), esperto o suficiente para nos colocar em um quadro surreal... e ficamos nós com a sensação "acho que quem bebeu fui eu!"... esse é o Lula!

    ...e eu aqui com a maior vergonha de perguntar o que Salinas tinha a ver com as calças... pensando: meus deuses! o que foi que eu perdi que não sei o que se passa em Salinas! ...mais risos! tragicômico... sinto-me uma hiena!

    ... e quais são as previsões do "chalezinho" para as campanhas salariais de 2009, hein, hein, hein...? ...dá prá ficar quieto não, beibi... cê já tá até dividindo a pauta em "econômica" e "política"!
    ;)

    ResponderExcluir
  11. Não tem problema rm e Udi... se é ao contrário então fico e não preciso correr... bem melhor :P

    ResponderExcluir
  12. Érre, demorando prá responder... truco?

    ResponderExcluir
  13. RM, que saudade de vc! De seus posts!! Estava sumida, mais em Sampa do que aqui na Bahia...

    Mas estou na terrinha boa.
    Então, que resenha, hein!? Vc disse que talvez com uma pinga nova ele [Lulet] pare de falar merdas, mas acredito que piorará.

    Mas vejamos pelo lado bom da história. Ele esteve em Minas. [rs]
    E soube que vem pra Bahia inaugurar o prédio da universidade que estudo [FEDERAL DO RECÔNCAVO DA BAHIA] que prometeu nas primeiras eleições, e está no segundo mandato e ainda n está pronto. Estudamos em um anexo de uma escola estadual. E vamos ter aulas nos laboratórios da FEDERAL DA BAHIA, em Salvador.

    Lula não é fantástico! Acho que quando ele vir em Maio, vou pedir para tirar uma foto dele! Acho que espantará os pernilongoos da minha nova casa... Bom, né!?

    Saudade de vc, Rm!
    Saudações.

    ResponderExcluir
  14. Ei Anne,
    se bem que uma perseguiçãozinha até que tem o seu valor... rss

    Udi,
    estive fora. Vale responder agora?
    Bem, recessão (com todas as letras) e campanhas salariais não combinam muito. Os trabalhadores deverão estar mais preocupados em manter seus empregos e os patrões em lembrá-los disso.
    Ah o Lula, sinceramente eu já relevei... rss

    Calila,
    você tem razão: uma lufada de ares mineiros (ainda que do norte de Minas) sempre faz bem; faz lembrar compromissos com a nação e valores que sempre devem estar presentes nos homens públicos.
    Moça, será que você descobriu o remédio para a dengue, que ataca ferozmente Salvador e sua adorável população? rss

    ResponderExcluir
  15. ...não é à toa que o editorial de hoje do Estadão (de SP) tem o título "Hora de apertar os cintos".
    só que na primeira página destaca (em manchete) facilidade para compra de eletrodomesticos.
    Quem lê manchete? Quem lê editorial? Dá prá entender ou quer que desenhe? (...risos! ...só prá usar a "delicadeza" da minha filha).

    ResponderExcluir
  16. Nenhuma contradição, Udi.

    É assim mesmo, ao menos enquanto perdurarem as tendências atuais. Lembro à querida amiga que todas as estimativas, sérias, projetam crescimento zero ou leve recessão para o ano atual.

    (se você quiser eu desenho... rss)

    ResponderExcluir
  17. Ei Udi,
    fiz duas seleções de músicas: uma com 26 canções interpretadas pela Elis e outra, gigante, com umas 70 músicas dos Beatles, depois da dissolvição do grupo, ou seja, músicas de Lennon, MacCartney, Harrison e Starr. Essa última acho que tem que ser dividida em pelo menos 3 postagens...

    Qual você prefere? (pergunta válida para outros ilustres leitores desse bloguinho)

    ResponderExcluir
  18. rm:

    ufa!!

    finalmente alguma coisa que a loira burra aqui possa comentar!

    elis, elis, elis.
    em primeiro lugar, claro.

    como confio no seu bom gosto, sem sugestões... o que chegar vai ser mto bom MESMO!!!

    haha
    lembrei-me da caixa alta, olha só!

    ResponderExcluir
  19. Sei não... acho que to com gana de rodar a baiana, bater o pé a até fazer beicinho... hum!

    ResponderExcluir
  20. Tetê,
    informo à ilustríssima leitora, que pela expressiva margem de um voto, sua escolha foi a vencedora. Posto logo mais, com direito à dedicatória e tudo...

    Cora,
    pelo visto você também não gosta da Lei Rouanet...

    ResponderExcluir
  21. Se me permite a franqueza, to nem aí prá revisão da lei rouanet... embora a filosofia seja aceitável, na prática... pfff..

    Pretendo mesmo é verificar o mecanismo de incentivo à cultura musical aqui eleito... com critérios bastante tendenciosos...e muito subjetivos... rs

    ResponderExcluir
  22. Tendenciosos e subjetivos? Bebeu, Corinha? rss

    É eleição direta, livre e universal. Você que se absteve de votar...

    ResponderExcluir
  23. Muito bem!
    Você delineou a crise na visão empresarial peculiar de seu interlocutor matinal como nenhum outro: a diminuição no consumo e consequentemente na produção de matéria prima, a queda dos preços, sem contar o possível aumento da concorrência entre os "empresários" do ramo informal em face do desemprego... Taí, a queda das atividades das industrias de reciclagem é preocupante e pode afetar o meio ambiente sobremaneira e colocar ainda mais em risco a sobrevivência do planeta. Já imaginou?

    ResponderExcluir
  24. rsrsrsrs tens razão rsrsrsrs

    Feliz Páscoa pra ti com correrias :P

    ResponderExcluir
  25. rm!!!

    sua crônica foi maravilhosa!

    ...

    >>spread bancário é a taxa de captação e de aplicação, que fica em poder das instituições financeiras. Quanto maior o spread, maior o lucro dos bancos.

    acertei?!!!

    errou! fiz um ctrl c e depois v!!

    cara... entendo nada disso!

    rs

    prefiro aguardar o post sobre a coletânea de músicas!!

    vou sair correndo daqui antes que meus raros neurônios se percam tamanha informação sobre lucros e perdas!! ui!!

    ResponderExcluir
  26. Cora,
    não, querida. Não pensei nos impactos ambientais... rss
    Muito embora nada deva cheirar pior do que o que emana do Planalto... rss

    Anne,
    pra você também, querida. Com muita correria... rss

    Tetê,
    é por aí, garota.
    Vou escrever um roteirinho e faço a postagem nas próximas horas. Espero que goste.

    ResponderExcluir
  27. O Pior Homem do Mundo9 de abril de 2009 18:37

    Páscoa Feliz, caboclo!

    Como folar (faça de conta que sou uma espécie de padrinho e que você é meu afilhado... rsss) uma dica de amigo:

    Não é bom ser "meio" cavalheiro e "meio" cafageste... Você deve escolher ser uma ou outra coisa, porque o pior de tudo é estar no "meio", pretender ser tudo e não ser nada. Pense nisso, enquanto mói na boca as barras de chocolate da Páscoa.

    ResponderExcluir
  28. Prezado Portuga (Mr Pirado... rss),
    é o mesmo o que desejo-lhe.

    FOlar, Portuga? rss
    Será que se refere o amigo à fola, o marulho de ondas? Ou ao fole, utensílio em geral usado par produzir certo deslocamento de ar, vento?

    Bem, quanto à dica, agradeço muito, mas não me move qualquer preocupação sobre o que pensa vossa senhoria a meu respeito... E mais: suspeito que não compartilhem de sua opinião certas pessoas que, sim, me interessam a opinião.

    (divirta-se com o coelhinho...)

    ResponderExcluir
  29. O Pior Homem do Mundo9 de abril de 2009 19:16

    Rss... Bom... Era um conselho amigo... Devemos que os outros descubram as proporções e não defini-las...

    Quanto ao "folar"... Rsss... É uma tradição portuguesa: trata-se de um pão que é feito para oferenda.

    (http://lerparacrer.wordpress.com/2008/03/22/lenda-do-folar-da-pascoa/)

    ResponderExcluir